CERN LOGO

A Organização Européia de Pesquisa Nuclear foi acusada de usar símbolos Illuminati mais de uma vez. Eles podem ser vistos não apenas no logotipo do CERN, mas também nos outros emblemas do Conselho, bem como em seus vídeos e mascotes.

Significado e história

O emblema consiste em duas partes. No meio, existe a palavra “CERN”, que significa o nome francês do Conselho, que na verdade era seu primeiro título (Conselho Europeu para Pesquisa Nuclear).
A palavra “CERN” é cercada por anéis entrelaçados. Os anéis devem representar a cadeia do acelerador e as faixas de partículas.

Illuminati e o emblema

O CERN há muito tempo causa ansiedade entre a parte pensante da população mundial. Seus experimentos apresentam grandes riscos, que não recebem cobertura suficiente da mídia. Como para piorar a situação, o Conselho usa muitos símbolos controversos.
Pegue o logotipo principal do CERN. Os anéis entrelaçados podem ser considerados como três figuras “6” (eles vão para a borda do símbolo). Dificilmente é possível entender por que a equipe de relações públicas do Conselho concordou em adotar o logotipo onde o símbolo 666 era claramente visível.

Outros símbolos controversos

Além disso, muitos teóricos da conspiração mencionam a estátua da deusa hindu Shiva, que pode ser vista do lado de fora do edifício da sede. Na luz fria do dia, Shiva simboliza criação, morte e destruição. Muitas pessoas se perguntam por que o Conselho de Pesquisa Nuclear escolheria a divindade da destruição como seu mascote corporativo. Devemos ressaltar, no entanto, que a estátua foi um presente do governo indiano recebido em 2004.

Fonte

A fonte elegante e moderna apresentada no logotipo do CERN é chamada Optima. Como fonte complementar, a organização sugere Helvetica Neue. Caso nenhum dos dois esteja disponível, Arial é aceitável.

Cor

O logotipo branco é dado contra o fundo azul escuro. A cor, chamada CERN BLUE, é registrada com o código 286C no sistema Pantone.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *